25 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > Idosa sofre traumatismo craniano após ter sido agredida em Dourado

Idosa sofre traumatismo craniano após ter sido agredida em Dourado

Principal suspeito do fato é o irmão da vítima, e o motivo seria desentendimentos por partilha de bens

31/01/2024 09h51 - Atualizado há 4 semanas Publicado por: Redação
Idosa sofre traumatismo craniano após ter sido agredida em Dourado Foto: Jean Guilherme

Reportagem: Jean Guilherme

Uma idosa de 74 anos sofreu traumatismo craniano, no decorrer da noite da terça-feira (30), depois de ter sido agredida no interior de uma residência desabitada, no Centro de Dourado (SP).

O fato ocorreu por volta das 19h45, na Rua Floriano Peixoto. Empenhada pelo COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar), uma equipe do policiamento se deslocou ao referido local, a fim de atender um caso desinteligência, e na chegada e em contato com uma vizinha do imóvel, que seria a solicitante pela viatura, a mulher informou que a vítima havia sido encontrada no quintal da casa ferida e desmaiada após uma gritaria, e havia sido socorrida ao Hospital Municipal de Dourado (SP) para atendimento médico.

Segundo a testemunha, a vítima e o irmão, que é o principal suspeito do ato, frequentemente se desentendem devido a situação de partilhas de bens de uma herança, o que pode ter ocasionado o desfecho da ocorrência.

Ao se deslocarem até a unidade hospitalar, os PMs mantiveram contato com a parte, que desorientada afirmou ter sofrido um acidente de carro, onde na companhia do marido, ao ser informada que teria sido encontrada caída desacordada no quintal da referida residência, de imediato ela afirmou ‘foi ele’, dando indícios que o autor das agressões seria o seu familiar. Diligências foram realizadas, porém o acusado não foi encontrado, onde na companhia do marido da vítima, os militares se deslocaram até a moradia, que se encontra desabitada, e segundo o companheiro da mulher, ela com frequência vai até o local para faxinar o espaço, sendo então verificado uma mancha de sangue na parte externa da residência, próximo de um ferro.

A mulher necessitou ser transferida ao SMU (Serviço Médico de Urgência) da Santa Casa de São Carlos (SP), e o caso foi apresentado na CPJ (Central de Polícia Judiciária), onde foi registrado Boletim de Ocorrência de Lesão Corporal, sendo solicitado pela Perícia Técnica junto à Polícia Técnico-Científica.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x