20 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > Motociclista morre em colisão traseira na Washington Luís em São Carlos

Motociclista morre em colisão traseira na Washington Luís em São Carlos

Segundo Boletim de Ocorrência, motorista do carro que ocasionou o acidente apresentava sinais de embriaguez, e se negou ao bafômetro

18/08/2023 08h23 - Atualizado há 8 meses Publicado por: Redação
Motociclista morre em colisão traseira na Washington Luís em São Carlos Foto: Jean Guilherme / Arquivo / Jornal Primeira Página e Reprodução / Facebook
Reportagem: Jean Guilherme

Um motociclista de 46 anos, identificado como Anderson Calderan da Silva, morreu na madrugada desta sexta-feira (18), após ser atingido na traseira por um automóvel importado, na Rodovia Washington Luís (SP-310), em São Carlos (SP).

O fato ocorreu às 03h, na altura do KM-226 mais 500 metros, na pista Norte, sentido da Capital para o Interior. Segundo o Boletim de Ocorrência, registrado junto à CPJ (Central de Polícia Judiciária), a Polícia Militar Rodoviária foi acionada para o atendimento de um acidente de trânsito com vítima, envolvendo uma motocicleta e um automóvel pelo referido local, onde na chegada ao local apontado, os PMs verificaram que a vítima trafegava na faixa central, pilotando uma motocicleta Honda NXR 160 Bros ESDD, Branca, Ano 2015, Modelo 2016, Placa de São Carlos (SP), quando acabou sendo atingida na traseira por um automóvel importado Jaguar XE P250 R-DYN S, Cinza, Ano 2019, Modelo 2020, Placas de São Carlos (SP), e arremessado contra a malha asfáltica, sofrendo graves ferimentos, o condutor do veículo duas rodas não resistiu e evoluiu seu quadro à óbito no local do acidente.

Sendo a área preservada, foi comunicado o caso para a equipe plantonista do policiamento judiciário, chefiada pelo delegado de polícia, Adriano Callsen Alexandrino, que na sequência solicitou pela Polícia Técnico-Científica, para a realização dos procedimentos de perícia técnica.

Em contato com o motorista da Jaguar, um homem de 59 anos, que estaria na companhia de outro rapaz de 19 anos, dentro do veículo no momento do acidente, foi possível verificar que o condutor apresentava sinais visíveis de embriaguez, onde convidado a realizar o teste do etilômetro, o homem se negou ao ato, porém consentiu em fornecer amostra de sangue para fins de exame de embriaguez.

Todo o caso foi registrado em Boletim de Ocorrência como Homicídio Culposo na Direção de Veículo Automotor / Embriaguez ao Volante.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x