29 de Fevereiro de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > Mulher é agredida com soco no rosto enquanto dirigia na Washington Luís

Mulher é agredida com soco no rosto enquanto dirigia na Washington Luís

Segundo a vítima relatou à Polícia Civil, acusado é o seu marido, que por diversas outras vezes já teria lhe agredido fisicamente

04/12/2023 08h49 - Atualizado há 3 meses Publicado por: Redação
Mulher é agredida com soco no rosto enquanto dirigia na Washington Luís Foto: Jean Guilherme
Reportagem: Jean Guilherme

Uma mulher de 35 anos procurou pela Polícia Civil, na tarde de domingo (3), após ter sido agredida pelo companheiro com um soco no rosto, enquanto dirigia um automóvel, na Rodovia Washington Luís (SP-310), vindo de Itirapina (SP) para São Carlos (SP).

O fato ocorreu no início da noite do sábado (2), na Pista Norte, sentido da Capital para o Interior. De acordo com os relatos, a vítima, o agressor, bem como dois filhos do casal e a avó da mulher, uma idosa de 90 anos, estariam em uma confraternização de final de ano, nas dependências de uma indústria de veículos em Itirapina (SP), local onde trabalha o acusado, quando ao decidirem deixar o local e regressarem para a moradia da família, em São Carlos (SP), a mulher assumiu o volante do carro, uma vez que o companheiro teria feito uso de bebida alcóolica.

Em dada ocasião, durante o trajeto de volta à moradia, o rapaz aumentou o volume do som do automóvel no último, onde ao ser repreendido pela motorista sobre o fato e cientificado que o filho mais novo do casal estaria dormindo, o rapaz simplesmente desferiu um soco contra o rosto da companheira, e por pouco ela não perdeu o controle da direção do veículo.

Ao conseguir estacionar o carro no acostamento lateral da rodovia, um casal que estaria na mesma confraternização e seguia com o seu veículo atrás do carro em que estariam as partes, também parou com o intuito de auxiliar em algo, onde a mulher ao ser comunicada sobre o que teria ocorrido, de imediato determinou que a vítima, seus filhos e sua avó embarcassem em seu carro, que ela e o marido iriam os levar embora em segurança. O agressor então assumiu o volante do carro do casal embriagado, e deixou o local.

Na chegada ao imóvel da família, a mulher verificou que o agressor não estaria na residência, onde então entrou com os filhos e com a avó, trancou as portas, e somente por volta das 11h do domingo (3), o acusado regressou à casa, onde ao se deparar com o rosto da mulher lesionado, nada disse a respeito do ato por ele praticado.

Diante dos fatos, a mulher que relatou já ter sido agredida em ocasiões anteriores por diversas vezes, porém nunca havia relatado o caso para a Polícia, decidiu em procurar pela CPJ (Central de Polícia Judiciária) de São Carlos (SP), onde com base na Lei Maria da Penha, o caso foi registrado em Boletim de Ocorrência como Lesão Corporal e Violência Doméstica, sendo requerido por uma medida protetiva de urgência em prol da vítima e seus filhos em desfavor do companheiro.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x