17 de Abril de 2024

Dólar

Euro

Polícia

Jornal Primeira Página > Notícias > Polícia > Mulher perde R$ 500 tentando recuperar celular furtado em Atacadista

Mulher perde R$ 500 tentando recuperar celular furtado em Atacadista

Por meios próprios após o ‘prejuízo’, vítima procurou pela Polícia Civil de São Carlos (SP), onde o caso foi registrado em Boletim de Ocorrê

19/03/2024 08h16 - Atualizado há 4 semanas Publicado por: Redação
Mulher perde R$ 500 tentando recuperar celular furtado em Atacadista FOTO: JEAN GUILHERME / JORNAL PRIMEIRA PÁGINA

REPORTAGEM: JEAN GUILHERME

Uma mulher de 50 anos, procurou pela Polícia Civil, por intermédio da CPJ (Central de Polícia Judiciária), no decorrer da manhã da última segunda-feira (18), depois de ter tido o seu aparelho de telefonia celular furtado, no interior de uma rede de atacadista, situada no Jardim Novo Horizonte, e ser vítima de um estelionato na sequência, vindo a ter um prejuízo de R$ 500 para tentar reaver o seu bem, em São Carlos (SP).

O delito, segundo a vítima, ocorreu no interior do estabelecimento na Estrada Municipal Rubens Fernando Monte Ribeiro, por volta das 14h15 do domingo (17). De acordo com os relatos da mulher, o telefone móvel Xiaomi Redmi Note 9, Azul, estaria no bolso de trás de sua calça, quando em um momento de distração foi tomado por um desconhecido enquanto ela estaria nas compras.

Na manhã da segunda-feira (18), a vítima relatou ter recebido mensagens em seu Facebook, de um perfil de um homem, que na ocasião afirmou que devolveria o telefone celular, desde que a vítima fizesse algumas transações Pix para sua conta. Acreditando na conversa, a mulher então realizou um primeiro Pix no valor de R$ 220, um segundo no valor de R$ 200 e um terceiro no valor de R$ 80, em contas do Mercado Pago, estando estas em nome de uma mulher, cujos os dados foram repassados ao policiamento judiciário.

Nas mensagens, o negociante pela devolução do telefone móvel, afirmou que seria da ‘biqueira’ e que o aparelho de telefonia celular estaria em sua posse, e não era para a vítima realizar qualquer tipo de contato com a Polícia.

Com base nas informações, o delegado de polícia, Rubens Venâncio Feitosa, determinou pelo registro de Boletim de Ocorrência de Furto e Estelionato, devendo os fatos serem investigados.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x