25 de Junho de 2024

Dólar

Euro

Política

Jornal Primeira Página > Notícias > Política > Lideranças esperam abstenção menor em 2024

Lideranças esperam abstenção menor em 2024

Em 2020, mais de 40% do eleitorado são-carlense deixou de escolher um candidato

02/06/2024 06h00 - Atualizado há 3 semanas Publicado por: Redação
Lideranças esperam abstenção menor em 2024

Na visão de lideranças partidárias, a eleição municipal de 2024 deve contar com um comparecimento maior do eleitorado, quando comparada à ultima disputa, em 2020. Naquele ano, mais de 40% dos eleitores aptos ou não compareceram para votar ou votaram branco e nulo.

Em uma eleição marcada pela pandemia da Covid-19, que foi adiada para novembro, 55.861 eleitores não compareceram aos colégios eleitorais, o que corresponde a quase 30% do eleitorado apto. Além disso, outros 6.899 votaram em branco e 12.447 anularam o voto. Somando os três grupos, chega-se à marca de 40,25% do eleitorado que não escolheu candidato na última eleição.

Julio Cesar, presidente do PL São Carlos, acredita que a pandemia afastaou as pessoas das urnas. “Acredito que em 2024 será diferente, o índice de abstenção será menor, mas temos que ter a responsabilidade de escolher nossos representantes, não podemos ficar em cima do muro e devemos participar. Se as pessoas não forem votar, vão deixar os outros escolherem por ela”.

Para o presidente do PRD São Carlos, Marcio Cinti, a polarização deve fazer a abstenção cair em 2024. “A eleição para prefeito deve ser bastante polarizada entre os pré-candidatos Netto Donato (PP) e Newton Lima (PT), o que vai motivar o eleitor a ir votar. O que também deve influenciar na disputa para vereador, fazendo aumentar o quociente eleitoral”.

A mesma visão é compartilhada pelo diretor da Quaest Pesquisa e Consultoria, Felipe Nunes. “Não tenho dúvida de que, assim como a eleição municipal de 2016 foi a da nova política, com candidatos que se apresentavam como “outsiders” da política tradicional, e a de 2020 foi a da pandemia, em que o destaque foi para a gestão da Covid-19, a deste ano será a da polarização”.

Em outubro de 2024, eleitoras e eleitores dos 645 municípios de São Paulo vão às urnas para escolher seus prefeitos e cerca de 7 mil vereadores. O estado tem hoje mais de 33 milhões milhões de pessoas aptas a votar, divididas em 393 zonas eleitorais, 10.938 locais de votação e 102.370 seções eleitorais.

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x