12 de Julho de 2024

Dólar

Euro

Cidades

Jornal Primeira Página > Notícias > Cidades > Revolta marca velório de idosa atropelada por estudante

Revolta marca velório de idosa atropelada por estudante

17/09/2011 20h25 - Atualizado há 13 anos Publicado por: Redação
Revolta marca velório de idosa atropelada por estudante

Revolta, indignação e tristeza marcaram o velório de Rosa Buzzo Zucolloto, 83, atropelada e morta neste sábado (17) pelo estudante de engenharia mecatrônica E.D.G.,24. O enterro acontece amanhã (18), às 9h30. Centenas de pessoas lotaram o velório municipal na tarde deste sábado. Rosa era conhecida pela sua alegria e descontração. Fazia parte de vários movimentos da Igreja de São José na Vila Monteiro.

Segundo Henrique Zucolloto, neto da vítima, é inadmissível que uma vida possa ser fixada em apenas R$ 20 mil. “Ele [o estudante] está solto, pagou fiança, e esta livre para cometer outros crimes. Nós estamos aqui, sofrendo, velando nossa avó. Isso é Justiça? Está solto uma pessoa que tirou a vida de uma idosa que amava viver”, disse Henrique com a voz embargada e os olhos cheios de lágrimas.

Rosa Zucolloto acordava diariamente bem cedo e ia até a padaria comprar pães para preparar o café da manhã. Fazia todos os dias o mesmo caminho. Uma pessoa ativa e feliz, assim que o neto Henrique descreveu a avó. “Ele está solto e nós enterrando nossa avó”, disse.

Quem conhecia dona Rosa, como era chamada pelos amigos, não compreende a tragédia e a liberdade do estudante. “Uma pessoa mata outra e fica livre. Este é o nosso país. Uma pessoa embriagada sai, dirigi um carro e mata. Paga uma fiança e esta livre. Isso é uma vergonha”, afirmou a dona de casa Maria Olímpia Souza, 54, amiga da vítima.

Morte – Rosa Buzzo Zucolotto, 83 anos, morreu após ser atropelada por volta das 6h05 deste sábado (17). O acidente ocorreu na Rua Vicente de Carvalho próximo ao cruzamento com a Rua Raimundo Correa. A idosa caminhava junto ao meio fio da rua. No local existe árvore e poste que dificulta a passagem pela calçada. A mulher foi atingida violentamente pelo Astra, cor prata, dirigido por E.D.G., 24 anos, e arremessada a cerca de 10 metros. A vítima morreu no local.

Fiança – O estudante de Engenharia Mecatrônica, E.D.G., 24 anos, foi autuado em flagrante por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). O delegado de plantão, Maurício Antonio Dotta e Silva, arbitrou fiança de 35 salários mínimos (R$ 19.075), que foi paga em dinheiro e o estudante liberado. Ele se recusou a fornecer material para exame de dosagem alcoólica, mas o médico legista atestou clinicamente a embriaguez. (Jeferson Vieira) {igallery id=”5584″ cid=”175″ pid=”1″ type=”classic” children=”1″ showmenu=”1″ tags=”” limit=”0″}{jcomments on}

Recomendamos para você

Comentários

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Queremos sua opinião! Deixe um comentário.x